domingo, 3 de novembro de 2013

Confraria do Zé Perninha


por Felipe Vieira

Toda pessoa que bebe tem um bar do coração. Pode ir a milhares, gostar de centenas, amar desesperadamente dois ou três. Mas um, só um, vai estar na ponta da língua quando alguém pedir uma indicação de um lugar bacana onde se possa tomar uma cerveja gelada e comer muito bem a um preço honesto. E não é só pela bebida e pela comida, claro. Elas foram a razão primeira de você ter batido lá. Mas com o tempo surgiram outras: o garçom com quem você discute futebol, o dono boa praça que faz festa quando lhe vê, enfim, todo um castelo emocional que foi construído entre hectolitros de cerveja e milhares de copinhos plásticos de caldinho.




Se a palavra de um quase coroa que já rodou bastante por biroscas e lugares bacanas vale alguma coisa, não deixe de conhecer a Confraria do Zé Perninha, em Jardim Atlântico, Olinda. Tecnicamente é um lugar como tantos outros na periferia, encrustado numa rua de barro e com o indefectível amarelão da Skol dando o tom no ambiente. O que então seria diferente? A cerveja é geladíssima, sim. "Mas cerveja gelada em todo canto se tem". Concordo. Qual seria o diferencial, catzo? Aí o negócio começa a ficar interessante: na Confraria do Zé Perninha come-se os melhores tira-gostos do planeta, um autêntico banquete de gastronomia-cafuçu.



Brahma gelada e o panelão de Galinha à Cabidela...


Mão de Vaca com pirão e Moela de Galinha



Feijoada com patinho e o clássico Guisado de Boi

O sarapatel - tudo é feito pelo próprio Zé Perninha - é algo difícil de se descrever. A receita deveria ser estudada nas grandes escolas de gastronomia da França, numa hipotética disciplina chamada "Sabor Divino". É meu quitute preferido de lá, disparado. Mas não deixe de ir na Cabidela (no sentido estritamente técnico) ou no Patinho. Tem mão-de-vaca, a melhor charque frita (os pedaços são bem pequenos e crocantes) do mundo e um combo de frango frito com batata que é perfeito para a criançada.



Porção de Sarapatel e o Frango com Fritas


Ok, ok, boa comida também se acha em outros bares. Mas eu vou mais longe: a Confraria do Zé Perninha é o autêntico bar de família, onde pais, mães, crianças e avós, todos sentam juntos. Acredite: tem algo no ar naquele lugar, e que é de uma vibração positiva impressionante. Ali não se briga, não se coloca som de carro e quase todo mundo se conhece. Se não se conhece acaba se conhecendo e batendo papo depois de um esbarrão de cadeiras. 

Acabou? Não. O que faz um bar ter cerveja gelada no ponto, tira-gostos divinos, clima familiar e eterno alto astral? Resposta: a dedicação da família, capitaneada pelo próprio Zé e que hoje tem como grande braço operacional o filho Eraldo, um dos camaradas mais gente boa do mundo e que atende todos como se ninasse um filho. 

Ah, faltou o endereço. Afinal de contas você vai lá, não vai? Então anota aí: Rua Delmiro M da Purificação, 634, Jardim Atlântico. Pertinho da Academia Treinne

Nenhum comentário:

Postar um comentário